Redes sociais são utilizadas por 96% dos executivos

Mas é na imprensa tradicional que eles procuram informações com segurança, aponta estudo do Instituto Máquina de Pesquisa

CapaPesquisa
A quarta edição da pesquisa Impacto nas Mídias aponta que, apesar de as redes sociais estarem presentes na rotina de 96% dos executivos brasileiros, é na imprensa tradicional que eles buscam informações com mais segurança. As mídias digitais são confiáveis para apenas 7% dos empresários, enquanto a maioria – 81% – avalia que os jornais impressos têm credibilidade elevada. O estudo, realizado pelo Instituto Máquina de Pesquisa, ouviu 226 executivos de 137 empresas no período de 7 de abril a 16 de maio de 2014.

A pesquisa identificou que os hábitos de consumo de informação do empresariado já estão muito vinculados aos meios digitais (97% acessam sites noticiosos diariamente ou com frequência), mas os jornais impressos são lidos com frequência por 70% do público, número que chega a 80% quando se considera a versão digital. O rádio, por sua vez, atinge diariamente ou com frequência 81% dos “tomadores de decisão”. Mais do que a substituição de um tipo de mídia por outro, observa-se um fenômeno de convergência de mídias: 49% dos executivos declararam não abrir mão das versões impressas de jornais e revistas, contra apenas 14% que abandonaram de vez o papel.

A quarta edição da pesquisa Impacto das Mídias é uma iniciativa da Máquina Cohn & Wolfe para manter um olhar atento às transformações do mercado de comunicação corporativa. O levantamento traz outros dados relevantes sobre os hábitos de consumo de informação dos tomadores de decisão do país: frequência de utilização e credibilidade dos diferentes tipos de mídia; veículos favoritos e influentes; temas de interesse; e padrão de uso das redes sociais.

Leia a pesquisa na íntegra

Compartilhar

'